Visitantes

28 janeiro 2013

Jornal O Estado de SP em PDF, Segunda, 28 de Janeiro 2013

Sinopse:
Fogo em boate mata 233 no RS; série de erros causou tragédia
Sem alvará desde agosto, casa noturna de Santa Maria não tinha saída de emergência nem sinalização. 90% das vítimas morreram por asfixia, a maioria jovem. Polícia afirma que houve negligência. Há 127 feridos

Em poucos minutos, um incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), provocou a morte de 233 pessoas. Outras 127 ficaram feridas. A tragédia começou às 2h30 de ontem, no início do show da banda Gurizada Fandangueira. Um músico acendeu um sinalizador, para criar efeitos pirotécnicos, e uma fagulha se espalhou pelo sistema de exaustão, incendiando o teto. Cerca de 2 mil pessoas acompanhavam a festa, organizada por universitários. A maioria das vítimas morreu asfixiada. Uma série de erros potencializou a tragédia, como a falta de porta de emergência e sinalização e seguranças impedindo a saída do público. Os corpos foram levados ao Centro Desportivo Municipal, onde parentes faziam o reconhecimento dos mortos. O velório coletivo também foi realizado no local. A tragédia teve repercussão internacional. Emocionada, a presidente Dilma Rousseff chorou duas vezes ao falar do caso - ainda no Chile, de manhã, onde participava de um encontro com presidentes, e à tarde, ao lado do governador Tarso Genro, já em Santa Maria. A Polícia investiga a responsabilidade dos envolvidos: o grupo musical, os promotores da festa, os responsáveis pela boate e as autoridades municipais. Foi o incêndio mais letal desde 1961, quando 503 morreram num circo em Niterói. (Págs. 1 e Cidades)

Depoimento
E o policial atendeu o celular

"Quando liguei para o meu filho, um policial atendeu e disse que ele estava morto”, contou Ana Paula Oliveira, de 35 anos, que soube da morte antes de chegar ao Centro Desportivo. (Págs. 1 e C4)

Faísca se espalhou pelo teto a partir do sistema de exaustão

A Polícia Civil já sabe que a fagulha de um sinalizador usado no palco pela banda entrou no sistema de exaustão da casa noturna e provocou o fogo. Segundo membros do grupo musical, os efeitos pirotécnicos já foram usados em outros shows. (Págs. 1 e C7)

Solidariedade em palavras

Luis Fernando Veríssimo: Revolta, a emoção útil

Depois do choque, vem a revolta. Que no fim é a única emoção útil. (Págs. 1 e C3)

Fabrício Carpinejar: Tragédia em nossa vida

Morri em Santa Maria. Morri numa ladeira encrespada de fumaça. (Págs. 1 e C10)


Senado amplia gastos em 57%
Sob a presidência do PMDB, o Senado teve, nos últimos dez anos, um aumento real de 57% nos gastos com pessoal e uma ampliação de 741% no número de cargos comissionados. O partido deve manter sua hegemonia com a volta de Renan Calheiros ao comando da casa. (Págs. 1 e Nacional A4)

Maduro leva ‘bilhete de Chávez’ ao Chile
O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, levou um bilhete de Hugo Chávez a Santiago. (Págs. 1 e Internacional A8)

Notas & Informações
O vale-tudo dos partidos

O cerne da política é a luta pelo poder. Mas o cidadão não aceita o vale-tudo como regra geral. (Págs. 1 e A3)


::DOWNLOAD::

0 comentários:

Postagens populares

 
Revistaria | by TNB ©2010